O que é o DPVAT e como funciona

O DPVAT, Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, é um seguro obrigatório que todo proprietário de veículo automotor precisa pagar anualmente junto com o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) para ter direito a utilizar as suas vias.

A finalidade do DPVAT é indenizar vítimas de acidentes de trânsito que resultem em morte, invalidez permanente ou cobrir despesas médicas e hospitalares comprovadas, em caso de danos pessoais. O seguro é gerenciado pela Seguradora Líder, e é destinado a toda a população brasileira, sem exceção.

Coberturas do DPVAT

O DPVAT oferece coberturas para três tipos de danos pessoais: morte, invalidez permanente e despesas médicas e hospitalares comprovadas. Cada uma dessas coberturas tem valores diferentes e são aplicadas de acordo com a gravidade do acidente.

Em caso de morte, a cobertura oferecida pelo DPVAT é de R$ 13.500. Já para os casos de invalidez permanente, o valor pode chegar a R$ 13.500, dependendo da gravidade da lesão. Para as despesas médicas e hospitalares comprovadas, o DPVAT oferece um reembolso de até R$ 2.700.

Como funciona o DPVAT?

Em caso de acidente de trânsito, o DPVAT pode ser solicitado pelas vítimas ou seus beneficiários, que devem comprovar a ocorrência do sinistro, o tipo de dano pessoal sofrido e o tratamento médico necessário.

Para solicitar o DPVAT, a vítima ou seus beneficiários devem reunir a documentação necessária, que inclui: Boletim de Ocorrência (B.O), relatório médico, recibos e notas fiscais de despesas com tratamento médico, além de outras comprovações, que variam de acordo com o tipo de cobertura solicitada.

O prazo para solicitar o DPVAT é de até três anos, a contar da data do acidente. Após esse prazo, não é mais possível receber a indenização.

Dúvidas frequentes sobre o DPVAT

Algumas das principais dúvidas sobre o DPVAT são:

Quem tem direito a receber o DPVAT?

Qualquer pessoa que sofra danos pessoais em acidente de trânsito envolvendo um veículo automotor tem direito a receber o DPVAT. Isso inclui motoristas, passageiros e pedestres.

Como é calculado o valor do DPVAT?

O valor do DPVAT é calculado de acordo com a categoria do veículo. Carros, por exemplo, pagam R$ 5,23, enquanto motocicletas pagam R$ 12,30.

O DPVAT cobre danos materiais?

Não, o DPVAT não cobre danos materiais, apenas danos pessoais, como morte, invalidez permanente e despesas médicas e hospitalares comprovadas.

dpvat

O DPVAT é um seguro obrigatório que tem como finalidade oferecer coberturas para vítimas de acidentes de trânsito que resultem em danos pessoais. As coberturas incluem indenização em caso de morte ou invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares comprovadas. A solicitação do DPVAT deve ser feita dentro do prazo de até três anos após o acidente, e é necessário apresentar documentação comprobatória para receber a indenização.

Este seguro é uma importante medida de proteção social, que visa minimizar o impacto financeiro e emocional de acidentes de trânsito para as vítimas e suas famílias. Apesar de muitas pessoas ainda terem dúvidas sobre como funciona o DPVAT, é importante ressaltar que o seguro é obrigatório e deve ser pago anualmente, junto com o IPVA. Além disso, em 2021, houve a extinção do DPVAT, mas em 2022, ele voltou a ser obrigatório para todos os veículos.

Veja quanto vale seu carro na Tabela FIPE

É importante que todos os motoristas e proprietários de veículos estejam cientes das coberturas oferecidas pelo DPVAT e dos procedimentos para solicitar a indenização em caso de necessidade. A conscientização sobre a importância do seguro é fundamental para garantir uma maior proteção às vítimas de acidentes de trânsito e suas famílias.